Ministério Público pede recall de 1,3 milhão de Onix fabricados até 2017

  • BRASIL -
  • 15/09/2020
  • 13465 Visualizações
img

Uma ação civil pública conjunta do Ministério Público Federal(MPF) com o Ministério Público de Minas Gerais (MP/MG) movida contra a General Motors Brasil (GMB), O Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) e contra a União pede o recall de todos os Chevrolet Onix da primeira geração, vendidos no Brasil entre 2012 e 2017, por apresentarem supostos problemas de segurança. Cerca de 1,3 milhão de unidades foram vendidas no período.


 


A ação foi motivada por um teste realizado no ano de 2017 pelo Latin NCAP, no qual o Onix tirou nota zero em segurança dos ocupantes contra impactos laterais.


 


“A deficiência desse modelo é tão gritante, que, quando da realização do teste, sua porta traseira se abriu, comprovando-se o alto risco para seus ocupantes, especialmente crianças.” reportou o Procurador da República, Cléber Eustáquio Neves, um dos responsáveis pela ação.


O Latin NCAP realiza testes com padrões de segurança baseados em outros países do mundo. “Os testes demonstraram que o Onix brasileiro não seria aprovado pela regulação da ONU, nem pela Norma Federal de Segurança Veicular dos Estados Unidos; ou seja, ele sequer poderia ser vendido naqueles países”, afirmou o procurador.


 


No Brasil, porém, não existe (ainda) obrigatoriedade de teste de impacto lateral, o que faz com que os parâmetros analisados no país não sejam semelhantes aos analisados e prezados pela comunidade internacional.


 


A Secretaria Nacional do Consumidor manifestou-se e esclareceu que é competência do Denatran autorizar a comercialização de veículos em território brasileiro e que a Latin NCAP é instituição privada, com critérios próprios de avaliação de segurança dos veículos.



Parceiros