Traficantes interestaduais são presos em Itapema e Balneário Camboriú

  • ITAPEMA -
  • 11/02/2020
  • 35463 Visualizações
img

Uma operação da Polícia Civil do Distrito Federal, com o apoio da Polícia Civil de Santa Catarina, nesta terça-feira (11), cumpriu três mandados de prisões em Itapema e um em Balneário Camboriú. A Operação Poseidon, teve como objetivo, desarticular uma organização criminosa atuante no tráfico interestadual de drogas, principalmente drogas sintéticas como o ecstasy e o LSD. Outros sete mandados de busca e apreensão foram cumpridos no Estado, quatro em Itapema, um em São João Batista, um em Antônio Carlos e um em Florianópolis.


 


Os investigados, presos em Santa Catarina, serão recambiados ao Distrito Federal por meio da aeronave da Divisão de Operações Aéreas (DOA) da PCDF.


 


A ação mobilizou desde cedo policiais civis de ambos os Estados. “Trata-se de um inquérito da Polícia Civil do DF que investiga o tráfico de drogas sintéticas produzidas em Santa Catarina e transportadas para outros Estados, além da lavagem de dinheiro”, afirma o diretor da DEIC, Luis Felipe Fuentes.


 


Foram apreendidos uma espingarda calibre 12 e uma pistola calibre 380, munições, diversos celulares, anotações do tráfico, documentos de imóveis e cerca de R$ 16 mil. A investigação é decorrente de apreensões de drogas no Distrito Federal e em Santa Catarina, quando se apuraram novas ramificações criminosas. A parte do grupo de Santa Catarina realiza a produção e o fornecimento de drogas para o grupo do Distrito Federal, que então distribuía a usuários em diversos locais.


 


“Em 2019 desencadeamos uma operação em Brasília e desarticulamos uma organização criminosa que atuava no fornecimento de drogas sintéticas. Identificamos ainda que fornecedores desses traficantes do DF estavam sediados em Itapema. A partir daí, avançamos nas investigações para produzir provas e identificar o patrimônio adquirido de forma ilícita”, destaca o delegado Ulysses Fernandes.


 


A investigação durou sete meses. Ao todo, foram cumpridos na operação desta terça, 29 mandados judiciais, entre eles, 12 de prisão e 17 de busca e apreensão, em SC, DF e Goiás. A Justiça bloqueou três imóveis e contas bancárias de investigados. Eles responderão pelos crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico de drogas e lavagem de dinheiro e, se condenados, as penas poderão ultrapassar 30 anos de prisão. 


 


Fonte: VIP SOCIAL



Parceiros