Jovem viajou 1.000 km para encontrar “namorada virtual” e ela não apareceu

  • BRASIL -
  • 13/01/2022
  • 19347 Visualizações
img

Cada vez mais comum, muitos relacionamento tem iniciado virtualmente. Casais enfrentam desafios da distância, mostrando que o amor supera qualquer coisa. Foi o que aconteceu com Matheus, um jovem brasileiro de 18 anos que conheceu o amor online.


 


Matheus conheceu “Luana” através das redes sociais, que acabou por ficar muito apaixonado e o relacionamento virtual ia progredindo cada vez mais. Assim, o jovem decidiu se mudar para Osasco, Estado de São Paulo, cidade onde a suposta namorada virtual morava.


 


Para isso, Matheus economizou todo o dinheiro que ganhou trabalhando e comprou uma passagem de ônibus para a viagem de Gravataí, no Rio Grande do Sul até São Paulo.


 


O destino era mais de mil quilômetros de distância e ele ficou entusiasmado por conhecer pela primeira vez Luana, que só conhecia através das mensagens de texto trocadas entre eles.


 


Mas quando ele chegou em São Paulo, sua namorada virtual não respondeu mais suas mensagens e ele perdeu todo o contato com ela. Quando o ônibus chegou ao terminal rodoviário, Matheus percebeu que não havia ninguém à sua espera e para piorar, Luana o bloqueou em todas as redes sociais. Ele foi enganado.


 


Longe de casa, sem conhecidos na cidade e com pouquíssimo dinheiro na carteira, ele não tinha como se manter ou retornar ao Rio Grande do Sul. A solução que encontrou foi pedir ajuda aos policiais militares de Gravataí, no qual um deles fora seu professor.


 


Com o apoio de colegas militares, fizeram uma vaquinha, que arrecadou dinheiro para a passagem de volta para Mateus, através da polícia de São Paulo.


 


“Fiquei muito abalado. Ela disse que estaria lá para me esperar, mas, quando cheguei, não estava. Ela dizia que era para eu ir para lá, morar com ela, coisas assim. Em São Paulo, tentei ligar várias vezes e ela não atendeu”, conta Matheus, de acordo com publicação do Diário Gaúcho.


 


Felizmente para o jovem, tudo deu certo e ele voltou com segurança para sua casa em Gravataí. Além do dinheiro da passagem, os policiais lhe deram alguns presentes para que ele esquecesse aquela experiência ruim.


 


De qualquer forma, o que Matheus passou serviu de alerta não só para ele, mas para outras pessoas que arriscam conhecer alguém sem ter certeza se existem ou se são de confiança e a história pode acabar nada bem.


 


Fonte: Portal Cultura FM



Parceiros